After all

Hoje em dia já não acredito mais nisso.

Não acredito mais em felicidade.

Pelo menos eu não acredito que felicidade é para todos.

Analisando toda a minha história até agora, eu não posso dizer que sou uma pessoa desafortunada. Mas também não posso dizer o oposto. Sou bem mediana sabe? Nunca tive muita sorte, mas também nunca tive muito azar, isso me torna uma pessoa ordinária (no sentido de ser comum).

Muitas vezes observei a vida das outras pessoas e me vi como expectadora. Expectadora da vida de todos e nunca a protagonista da minha própria história.

Vi pessoas entrando em saindo da minha vida com facilidade imensa e sinto que não deixei minha marca.

Não fiz diferença alguma na vida das pessoas. 

Talvez este seja o motivo de não me ser permitido a felicidade. Sou uma expectadora. Nunca fiz a diferença, nunca toquei o coração de ninguém.

Nem o meu.

Às vezes eu aceito muito bem isso, mas tem dias que é difícil. É tão difícil que eu simplesmente tenho medo de não sobreviver até o fim do dia; é uma dor excruciante saber que, por mais que eu tente, nada vai mudar; as pessoas vão entrar e sair da minha vida e, por maior que seja a importância que eu dê a elas, nunca vai ser suficiente.

Sabe por que?

Porque eu não sou suficiente.

Não sinto como se eu fosse boa o bastante para absolutamente nada. Então por que eu mereceria a felicidade não?

Já vi muitos me usaram como ferramenta.

Talvez eu seja só isso mesmo: uma ferramente na vida das pessoas. Seja para fazê-las alegres por um tempo, para suprir uma necessidade de amigos ou até mesmo para conseguir objetivos acadêmicos.

Continuarei sendo apenas isso.

Apenas alguém de passagem. Apenas uma ferramenta.

Não culpo as pessoas por agirem assim; eu me comporto da mesma forma.

Simplesmente não me encaixo e não me prendo a pessoas ou lugares.

Me tornei algo efêmero.

Então para que me esforçar tanto?

Acho que eu deveria me esforçar mais para aceitar que eu simplesmente não vou ser feliz e que isso é a minha vida.

Estamos todos de passagem.

Então qual o sentido de sofrer tanto?

Vou me esforçar para ficar o mais próximo possível da satisfação. Acho que isso ainda não me foi negado; acho que isso ainda me é possível.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s