Como sairemos deste labirinto?

Illusionary_mazeOlá meus caros leitores!!!

Tenho uma péssima notícia…

Amanhã começarão minhas aulas e, portanto, minhas raras postagens vão se tornar quase extintas.

Mas, para fechar as férias com chave de ouro, resolvi comentar a respeito da frase: “Como sairemos deste labirinto?” que aparece no livro ‘Quem é você Alasca?’.

No livro, a frase é apresentada como últimas palavras de Simón Bolívar por Alasca Young. Nosso protagonista, Miles Halter, passa a se questionar durante toda a trama a respeito do que seria o tal labirinto no momento em que Alasca apresenta as últimas palavras de Bolívar.

A íntegra da frase de nosso personagem histórico é a seguinte:

Ele – ou seja, Simón Bolívar – estremeceu diante da revelação de que a corrida arrojada entre seus males e seus sonhos estavam chegando ao fim. O resto eram trevas. ‘Droga’, ele suspirou. ‘Como sairemos deste labirinto?’

Então chega de enrolação e vamos à especulação…

Labirinto é, em geral, uma representação daquilo que é redundante, que, por vezes, não tem começo nem fim, que, por muitas outras vezes, te conduzem por um caminho dá em lugar nenhum.

Na minha opinião, o labirinto pode representar diversas coisas desde nossas responsabilidades, as quais muitos buscam fugir, ao sofrimento de quem sofre depressão.

E sim, voltamos ao tópico depressão.

Pode parecer meio clichê, algo meio batido, um assunto que todo mundo fala atualmente, mas é algo que deve ser dito. Para pessoas deprimidas é realmente difícil fugir daquela sintonia e encontrar seu caminho para sair desse lugar.

Para pessoas com depressão eu vejo um labirinto com duas saídas: uma no centro e uma na periferia. Cabe a cada indivíduo preso escolher seu caminho.

A saída do centro representaria rendimento.

Após percorrer todo o labirinto e chegar ao centro tem-se duas escolhas a serem feitas: desistir ali mesmo e mergulhar naquela saída, a qual não é possível saber onde vai dar, ou seja, mergulhar no incerto ou pode-se dar meia volta e tentar encontrar o lugar por onde entramos.

A saída na periferia simboliza duas situações: uma em que o indivíduo, que mal entrou, consegue sair e uma fase em que, após percorrer todo o labirinto e encarar o centro, ele resolve continuar a procurar o local por onde entrou.

Para mim, o labirinto representa a vida e o sofrimento, pois ambas as coisas estão interligadas, como já dizia nosso amigo Arthur Schopenhauer:

Viver é sofrer

E para você? O que seria seu labirinto? Suas responsabilidades? Sua vida? Depressão? Seu sofrimento? Suas decisões sempre erradas que te conduzem a lugar nenhum?

Essa postagem foi feita com objetivo de reflexão pois eu passei as férias INTEIRAS pensando nessa frase e no que o labirinto representava para mim e acho que consegui chegar a algum lugar.

Deixo esse questionamento para vocês agora…

Beijinhos de uma Mari chateada pelo início das aulas.
o/

Anúncios

Playlist Running

Olá meu lindos e maravilhosos leitores!!!
Como vocês estão?
Prometi que ia encher o saco de vocês nas férias e acabei sumindo né?
Mil desculpas!!! É que é péssimo escrever pelo celular e, quando eu voltei aqui pra capital, meu pc estava meio ferrado…

Olha a saga de Murphy continuando…
Mas enfim, vamos falar da playlist que eu montei nas férias para as minhas caminhadas com a Paula.

Vou colocar apenas 15 músicas porque, se não, vai ficar um post comprido e falemos a verdade, muita gente tem preguiça de ler posts longos que eu seeeeiiii.

Música 1: Don’t look down – Martin Garrix feat. Usher

Música 2: Avicii – Waiting for Love

Música 3: How Deep is your love – Calvin Harris & Disciples

Música 4: Outside – Calvin Harris ft. Ellie Goulding

Música 5: Cool for the summer  – Demi Lovato

Música 6: Sweet Nothing – Calvin Harris ft. Florence Welch

Música 7: Worth it – Fifth Harmony ft. Kid Ink

Música 8: Unbreakable – Michael Mind Project feat. Anais Ada

Música 9: Clarity -Zedd feat. Foxes

Música 10 – Cheerleader – OMI  feat Felix Jaehn Remix

Música 11: Stay the night – Zedd feat. Hayley Williams

Música 12: This is my goodbye – Antoine Clamaran feat Fenja

Música 13: Red Lights -Tiësto

Música 14: No way no – Magic!

Música 15: Shake it up! – Super Junior

 

Bom pessoal, sei que quase não escrevi, mas hoje estou com pressa, prometo que, em breve, farei um post decente.
u.u

Beijinhos doces da Mari.
o/

 

 

 

Top 10 melhores filmes de comédia do Netflix

 

Olá, meus queridos!! Aqui é a Paula e yes!!! Estou de volta, afinal, quem é vivo sempre aparece kkk Como todos já devem saber, eu curso medicina e esse ano foi particularmente atribulado, com muitos congressos, plantões malucos, provas que pareciam impossíveis de serem feitas e, é claro, vários trabalhos. Mas, no fim, tudo deu certo e eu tenho a felicidade de compartilhar com vocês que agora eu sou uma estudante do quarto ano!!!

461353bc896a15c1b286e5e48de4b1d61

Vida pessoal a parte, senti muita falta de postar aqui e é por isso que não vou mais perder tempo. Hoje trago para vocês uma lista com os melhores filmes de comédia da Netflix para você curtir nas férias, sozinho ou com os amigos, e dar umas boas risadas.

1 – Quase igual aos outros

jguys02h_8x10

Terry Griffith parece ter uma vida escolar perfeita: é bonita, popular, inteligente e está prestes a conseguir o estágio dos seus sonhos em um jornal. Infelizmente, seu professor de jornalismo dispensa o artigo dela em prol de textos escritos por alunos homens. Decidida a comprovar que a causa de seu fracasso foi o sexismo do professor, ela se disfarça de homem em uma nova escola, onde tentará inscrever seu artigo jornalístico novamente.

justoneoftheguys-014

Quem me apresentou esse filme foi minha irmã e eu simplesmente fiquei viciada. Agora toda vez que preciso descontrair do estresse da faculdade separo um tempinho pra rever esse clássico teen dos anos 80. Quase igual aos outros traz uma história cheia de clichês hollyudianos, mas nem por isso deixa de ser atraente. Talvez seu charme se deva a uma protagonista carismática, ou talvez ao elenco coadjuvante que não mede esforços para trazer leveza a narrativa. O fato é que não há como não se pegar rindo das tentativas da protagonista de encontrar um furo jornalístico e ao mesmo tempo ajudar um desajeitado a arrumar um par para o baile.

giphy

tumblr_mmrjyyh0ox1rbbmcio1_400

 

2 – Duff

theduff.jpg

A jovem Bianca (Mae Whitman) descobre um dia que foi escolhida pelas amigas de colégio como uma DUFF (Designated Ugly Fat Friend), ou seja uma amiga feia para que elas se pareçam ainda mais bonitas em comparação. Revoltada, Bianca pede a um atleta popular da escola para ajudá-la a melhorar o seu visual.td_09481

Essa é uma típica comédia teen: garota desajustada sofre com seu status na escala social, garota resolve mudar radicalmente com a ajuda de guru popular, garota incomoda populares e sofre bullyng, garota dá lição de moral na escola e fica com o cara gato. Mas apesar de todos esses clichês, Duff consegue prender a atenção do publico recheando a trama com vários momentos “vergonha alheia” intercalados com cenas de romance.

Pra quem curte ler, o filme é baseado num livro de mesmo nome. Então você também poderá se deliciar com páginas e mais páginas do romance fofo: Bianca mais Wesley.

mae-whitman-robbie-amell-the-duff-gif1  

“You’re a disgusting, shallow, womanizing jackass, and I hope that soda stains your preppy little shirt.” Just before I marched away, i looked over my shoulder and added, “And my name isn’t Duffy. it’s Bianca. we’ve been in the same homeroom since middle school, you selfabsorbed son of a bitch.”
Kody Keplinger, The DUFF: Designated Ugly Fat Friend

 

tumblr_njxfjjquhm1qft49to1_500

I think about you much more than any self-respecting man would like to admit, and I’m insanely jealous of Tucker – something I never thought I’d say. Moving on after you is impossible. No other girl can keep me on my toes the way you can. No one else makes me WANT to embarrass myself by writing sappy letters like this one.
Only you.

“I don’t like him,” I explained. “He annoys the hell out of me ninety-six percent of the time, and sometimes I’d like nothing better than to strangle him to death. But at the same time I… I want him to be happy. I think about him way more than I should, and I -”
“You love him.”
Kody Keplinger, The DUFF: Designated Ugly Fat Friend    

 

tumblr_np0zjek3xd1untprdo1_r1_500

tumblr_nlziz8smrd1urw5wzo4_250

“I was the Duff. And that was a good thing. Because anyone who didn’t feel like the Duff must not have friends. Every girl feels unattractive sometimes. Why had it taken me so long to figure that out? Why had I been stressing over that dumb word for so long when it was so simple? I should be proud to be the Duff. Proud to have great friends who, in their minds, were my Duffs.”
Kody Keplinger, The DUFF: Designated Ugly Fat Friend  

 

3- Uma noite de amor e música

nick-and-norah-photo

 

Nick (Michael Cera), recém-separado de Tris (Alexis Dziena), se choca ao vê-la com um novo acompanhante. Junto com a amiga Norah (Kat Dennings) ele tem uma noite de busca, mentira, confusão, surpresa e muita música em Manhattan.

Nick-and-Norah-s-Infinite-Playlist-michael-cera-2487391-2560-1713

600full-nick-and-norah's-infinite-playlist-screenshot

Eu tenho um carinho muito especial por esse filme. Uma noite de amor e musica fala sobre o término de namoros, relacionamentos baseados em interesse, dar a valor a si mesmo, coincidências da vida e, é claro, música.

“I always think of each night as a song. Or each moment as a song. But now I’m seeing we don’t live in a single song. We move from song to song, from lyric to lyric, from chord to chord. There is no ending here. It’s an infinite playlist.”
David Levithan, Nick & Norah’s Infinite Playlist    

tumblr_lcertbyqcw1qbimil

“You know the reason The Beatles made it so big?…’I Wanna Hold Your Hand.’ First single. Fucking brilliant. Perhaps the most fucking brilliant song ever written. Because they nailed it. That’s what everyone wants. Not 24/7 hot wet sex. Not a marriage that lasts a hundred years. Not a Porsche…or a million-dollar crib. No. They wanna hold your hand. They have such a feeling that they can’t hide. Every single successful song of the past fifty years can be traced back to ‘I Wanna Hold Your Hand.’ And every single successful love story has those unbearable and unbearably exciting moments of hand-holding.”

4 – Teen Spirit

image-fcingcom1

Amber (Cassie Scerbo) é uma garota muito popular no seu colégio. A adolescente é conhecida por seu comportamento egocêntrico e, por vezes, cruel com aqueles que ela considera os “perdedores”. A única conquista social que ainda falta para ela é a coroa de rainha do baile de formatura, que se tornou seu principal objetivo. Porém, um acidente faz com que a patricinha morra prematuramente, eletrecutada. Amber, agora uma alma penada, descobre que para entrar no paraíso terá de ajudar a desajeitada e tímida Lisa Sommers (Lindsey Shaw) a se tornar a próxima rainha da festa de formatura.

ef8fe-tumblr_mfvih9lwok1qhdif9o1_500

TEEN-SPIRIT-ABC-Family-18-550x366

Em muitos pontos, Teen Spirit me lembra Meninas malvadas, seja na disputa que ocorre pela popularidade, seja pela busca da protagonista por seu verdadeiro eu. O filme que fala, e muito, sobre clichês de comédias teen traz diversas situações de “vergonha alheia” e brinca com o conceito de vida após a morte, céu e inferno. Vale a pena conferir!!

tumblr_ma1mwthyz11qbwujso4_250

 

Amber: Listen, I think you’re a great person and I want you to have a great life.And I was tellin’ you the truth a little confidence doesn’t hurt.Not don’t become an Amber, but you know…
Lisa: Some more in the middle.
Amber: Yah.

 

5 – Ridiculous 6

RIDICULOUS-6

Seis meio-irmãos órfãos crescem sob os cuidados de uma tribo indígena e, já adultos, arrumam encrenca na região. Ameaçados, buscam dentro de si mesmos a bravura inexistente para terem chance na luta contra os novos inimigos.

6- A mentira

tumblr_lkwhqn9nwK1qcovmmo1_500

Olive (Emma Stone) era aquele tipo de estudante cuja presença não era notada por ninguém, além de sua melhor amiga Rhiannon (Alyson Michalka). Quando ela a convida para passar um fim de semana acampando, Olive dá como desculpa que irá se encontrar com alguém. Na segunda seguinte Rhiannon lhe pergunta como foi o encontro e, para manter a história, Olive diz que perdeu a virgindade com ele. A notícia é ouvida por Marianne (Amanda Bynes), a crente da escola, que logo a espalha para os demais alunos. A situação altera o modo como as pessoas olham para Olive, o que faz com que ela se sinta dividida: ao mesmo tempo em que se sente mal por olharem para ela graças a uma mentira, ela gosta de enfim receber a atenção das pessoas. A situação potencializa ainda mais quando ela aceita a proposta feita por Brandon (Dan Byrd), seu amigo gay, de que finjam ter relações sexuais durante uma festa onde todos da escola estejam presentes. Desta forma Brandon passa a ser visto como heterossexual, deixando de ser perseguido, e Olive assume de vez a figura de vadia da escola. Só que ela não podia imaginar até onde sua fama iria levá-la.

tumblr_msrc1grq3i1rjxfbno1_500

 

Dá pra ver os atores se divertindo horrores durante as cenas, em especial os pais de Olive, interpretados por Stanley Tucci e Patrícia Clarkson, que parecem rir o tempo todo, e o professor (interpretado pelo Homem Areia do Homem Aranha 3), que simplesmente inventava todas as falas no improviso. E como já deu pra perceber, assim como qualquer comédia adolescente que se preze, TODO MUNDO ESTÁ NESSE FILME! Sério, se você parar pra contar, são mais de 10 nomes de destaque, entre eles Amanda Bynes (que desistiu da carreira de atriz depois desse filme), o James de Crepúsculo (a escalação desse aí foi ironia pura, genial!), o Dan de Gossip Girl e a Phoebe de Friends. Fazer o quê? Quando o roteiro é bom, todo mundo quer participar.

easya8

Sim, o elenco de apoio é ótimo e o roteiro é bacana à beça, mas não fosse Emma Stone, A mentira poderia  facilmente (sem trocadilho) deixar de ser uma comédia realmente legal para se tornar apenas um filme de mau gosto e metido a engraçadinho. Era preciso uma boa dose de carisma, um belo tempo de comédia e uma pitada de inteligência e sensibilidade para dar vida à personagem que, sim, é nerd e antissocial, mas ao mesmo tempo é cheia de malandragem e pensa nos outros antes de si mesma. E a ruivinha a interpretou com maestria sem descambar para nenhum dos lados.

 

Tal qual As Patricinhas de Beverly Hills, A mentira faz a lição de casa e consegue contextualizar clássicos da literatura como A Letra Escarlate e Huckeberry Finn (que todo mundo odeia) com os clássicos adolescentes da Sessão da Tarde de John Hughes como Gatinhas e Gatões e O Clube dos Cinco (que todo mundo adora), entre outros. E o melhor de tudo, SEM DEIXAR NINGUÉM PERDIDO. É claro que se você tiver uma noção das referências vai ser muito mais legal, mas se não fizer a mínima idéia do que se tratam os títulos que eu acabei de citar, pode ficar tranqüilo, porque além de fazer o trabalho, A mentira ainda apresenta o seminário e faz aquele resuminho antes da prova pra quem não leu o livro tirar nota boa. Ah sim, caso você faça parte do último grupo, é bem capaz de querer caçar os clássicos depois que acabar o filme.

Olive (Emma Stone): Ironically, we were studying “The Scarlet Letter,” but isn’t that always the way? The books you read in class always seems to have a strong connection with whatever angsty adolescent drama is being recounted. I consider this. Except for “Huckleberry Finn,” because I don’t know any teenage boys who have ever run away with a big, hulking black guy.

Olive: Whatever happened to chivalry? Does it only exist in 80’s movies? I want John Cusack holding a boombox outside my window. I wanna ride off on a lawnmower with Patrick Dempsey. I want Jake from Sixteen Candles waiting outside the church for me. I want Judd Nelson thrusting his fist into the air because he knows he got me. Just once I want my life to be like an 80’s movie, preferably one with a really awesome musical number for no apparent reason. But no, John Hughes did not direct my life.

7 – Trocando os pés

Adam-1

 

Um solitário sapateiro de Nova York (Adam Sandler) costuma consertar os sapatos de clientes experientes na arte de viver: que frequentemente tiram férias e vivem aventuras. Ao lado de seu amigo barbeiro (Steve Buscemi), ele espera a sua própria aventura, e vê a vida passar diante de seus olhos. Quando recebe uma generosa herança de família, surge a possibilidade do trabalhador assumir outro papel e ver o mundo de uma forma diferente.

O que você faria se ao calçar os sapatos de outras pessoas assumisse a aparência delas? É esse o tema dessa comédia, que procura discutir temas como dar valor a vida que se tem e as consequências de suas ações/escolhas. O final irá te surpreender!

 

8 – Little Nicky – Um diabo diferente

little-nicky-2000-08-g

Nicky (Adam Sandler) um jovem tímido e desajeitado, que gosta de heavy metal e vive sendo motivo de chacota por seus dois irmãos. Nicky seria um jovem normal, se não fosse por um único detalhe: ele filho do Diabo (Harvey Keitel) em pessoa. E exatamente por causa deste detalhe Nicky precisa agora encarar o maior desafio de sua vida: enfrentar seus dois irmãos, que pretendem tomar do pai o trono demoníaco e criar um novo inferno na terra. Mas para tanto Nicky terá que partir até Nova York, onde conhecerá seu grande amor (Patricia Arquette) e travará o duelo final com seus dois irmãos.

9601

Você nunca viu o inferno dessa forma. O filme todo é uma grande comédia pastelão. Destaque para personagens como Hitler e Ozzy Osbourne.

 

9 – Casamento grego

casamentogrego_1

Toula Portokalos (Nia Vardalos) tem 30 anos, é grega e trabalha no restaurante de sua família. O sonho de seu pai é vê-la casada com um grego, mas ela espera algo mais da vida. Com muito custo Toula consegue convencer seu pai a lhe pagar aulas de informática, como forma de melhorar seu trabalho. No curso ela conhece e se apaixona por Ian Miller (John Corbett), sendo correspondida. Porém, Ian é inglês e por causa disso, eles decidem manter seu namoro em segredo. Mas logo eles são descobertos, desencadeando um processo de aceitação para Ian, para que ele possa se adequar às tradições gregas.

Se você já foi a uma reunião de família sabe como são recheadas de situações cômicas e confusões. E para a família de Toula não é diferente. Quando a jovem tem de enfrentar os familiares com o namorado, a comédia é garantida.

10 – Morte no funeral

death_funeral_1600x900

Aaron (Chris Rock) é casado com Michelle (Regina Hall) e ainda vive na casa do pai. Quando o pai morre cabe a ele, por ser o filho mais velho, cuidar do funeral. Apesar da tristeza diante do ocorrido, Aaron busca forças para recepcionar os parentes, entre eles seu irmão Ryan (Martin Lawrence), um famoso escritor. Só que, desde o início, vários incidentes ocorrem durante o funeral. Mas o pior ainda está por vir, quando surge Frank (Peter Dinklage), um anão misterioso que ninguém sabe o porquê de estar ali.

Morte no funeral é excepcional. O longa é recheado de comediantes norte americanos e situações imprevisíveis. Destaque para o ator James Marsden que interpreta o Oscar, noivo de Zoe Saldaña que protagoniza diversas cenas de morrer de rir em que estaria sobre efeito de ecstasy.

tumblr_l9e7qdxsdr1qzbwcjo1_500tumblr_l9e8d2nlsn1qzbwcjo1_500tumblr_m8adp8y0p11rwu1ewo1_500

Espero que tenham gostado do post e das dicas 🙂

Se você tem mais alguma sugestão comente aqui em baixo. E não deixe de curtir e compartilhar nas redes sociais! Desejo a todos um Feliz Natal!!!

6e10bf305d98c1d98a3dcf9182d3a9f4